DaPraia News — Parque da Coruja: Arquitetura e natureza em harmonia na Zona Sul de Tramandaí 
Lugares do Litoral

Parque da Coruja: Arquitetura e natureza em harmonia na Zona Sul de Tramandaí

post-img

O Parque da Coruja é hoje um dos locais mais agradáveis e visitados de Tramandaí. O parque foi desenvolvido através de um projeto do arquiteto Gilberto Souza em conjunto com o escultor Mario Saavedra.

 

O começo do parque foi em 2010 e contou com apoio da comunidade e da iniciativa privada, através das empresas eólicas Inovent e Forza Energia. Conforme o idealizador Gilberto Souza, o parque foi totalmente construído com verbas oriundas da própria comunidade. No local, existem diversos espaços como um lago onde habitam cágados e tartarugas, escultura de São Francisco de Assis, a cauda da baleia, espaço gramado para atividades esportivas e de lazer, brinquedos infantis e até casinhas para cães, tudo isto de frente para o mar.

 

O local tem sido preservado graças aos moradores das proximidades, que adotaram o parque e se revezam no cuidado das flores, na alimentação dos animais, no corte da grama, e na manutenção dos brinquedos ali colocados para as crianças brincarem e construídos manualmente por Beto com material doado. Ainda no Parque existe uma ponte de madeira que serve de mirante para o mar e batizada de Ponte dos Açores. Dezenas de placas trazem mensagens de preservação do meio ambiente. Desde a sua implantação, a Prefeitura de Tramandaí tem colaborado na manutenção e com algumas melhorias no entorno.

 

A avenida Perimetral, em Tramandaí Sul, que dá acesso ao Parque a partir da Av. Minas Gerais (ERS 786), recebeu uma série de esculturas com tartarugas, botos e corujas, onde o visitante vai se ambientando com a arquitetura. Todas as esculturas são de autoria de Gilberto e Mário.

 

Fotos- Sandro Sauer, Goreti Quarti

Dapraia News

Galeria de Imagens

Sobre

Você bem informado.

Galeria de Imagens